/ informação

Você sabe o que é web crawling?

Uma boa maneira de exemplificar o termo “web crawling” é comparar sua função com a de um dicionário: o que este último faz para um falante de certa língua, um web crawling faz pela web. De fato, procurar, coletar, classificar, organizar e disponibilizar dados é o que um software crawler executa diante da imensa vastidão da Internet. Ele navega pela rede identificando links, tags e palavras-chaves e, com estas informações, consegue atualizar bancos de dados. Os crawlers, que também podem ser chamados de spiders ou robôs, são os responsáveis por este escaneamento da web e pela formação de um imenso arquivo com os dados obtidos. Interessante, não é mesmo?

É o processo de web crawling que torna possível digitar qualquer expressão em ferramentas de pesquisa e obter uma consistente base de dados sobre o que está disponível sobre o assunto na Internet. Assim, ele “varre” sistematicamente o ambiente virtual: entra nas páginas, captura o texto e procura pelos hyperlinks, catalogando cada informação que surge em sua busca.

Para se adaptar ao ambiente dinâmico e mutante da web, o crawling pode ser programado para um modo contínuo de processamento. Desta forma, ele continua executando sua varredura e atualizando as informações de acordo com as mudanças promovidas pelos usuários. Inúmeros sites são criados ou modificados todos os dias, e um web crawler pode garantir que um banco de dados esteja sempre atualizado.

Mas afinal, como o web crawling funciona?

O processo dos softwares que realizam web crawling começa pela navegação por URLs chamadas de “seeds”, que são programadas para dar início à busca. Assim, outros links que estão contidos nestas páginas são identificados e colocados em uma fila de URLs a visitar (denominada “crawl frontier”). Os crawlers irão repetir este processo a quantidade de vezes para as quais estão programados.

Quando se fala em web crawling, o primeiro exemplo que vem à mente é o Google. O mais famoso buscador da web começou como uma simples ferramenta de busca acadêmica, o que nos dá uma noção da rapidez com que estes softwares podem trabalhar.

Inicialmente o Google funcionava com três crawlers, sendo que cada um deles podia se conectar a 300 páginas da Internet ao mesmo tempo. Nestes locais, eles buscavam e catalogavam os dados para a ferramenta. Quando foi anexado um quarto programa, o sistema pôde acessar 100 páginas por segundo, gerando cerca de 600 kilobytes de dados neste mesmo tempo.

Hoje em dia, há uma oferta de inúmeros softwares de web crawling que propõem diferentes soluções para otimizar as buscas. Variando com o grau de sofisticação da programação do crawler, a busca pode ser mais inteligente e mais específica. Vale lembrar que, diante da imensidão de informações em constante mutação na web, a arquitetura e a funcionalidade de um programa web crawler precisam ser planejadas com cuidado para que o resultado seja realmente eficiente.

Quando o processo de web crawling é indicado? Quais são suas utilizações?

O sistema web crawling pode ser utilizado por qualquer um que procure obter informações sobre um determinado assunto na Internet. O exemplo mais comum são os buscadores, que coletam dados em páginas públicas quando um usuário pesquisa certa palavra-chave, elencando os sites que contêm a informação procurada. Mas os crawlers também podem prestar um excelente serviço para as empresas com suas funções mais específicas. Você sabia disso?

Vamos supor que você trabalhe com pesquisa de mercado e tendências de consumo. Através do web crawling você conseguiria, por exemplo, rastrear as menções a um determinado produto e mapear as intenções de um certo nicho de mercado. Tudo isto por meio da coleta de informações sobre tendências de acesso. Este escaneamento da movimentação da web pode ser customizado de acordo com as necessidades de quem está buscando os dados.

Os sistemas crawlers podem ainda exercer a função de atualizar automaticamente um site, checando a existência de links e validando códigos HTML. Através deles, você pode procurar por usuários que tenham infringido copyrights, por exemplo. Sabendo como funciona um web crawling, você também conseguirá manter seu site corretamente indexado em portais de busca.

Antes mesmo da popularização da Internet, havia mecanismos de web crawling mapeando os dados e ajudando os usuários a encontrar o que lhes era útil. Atualmente, o uso inteligente da rede passa necessariamente por esses programas de escaneamento e indexação de dados. Eles até podem parecer mecanismos complexos e produzidos para ficarem escondidos. Mas quanto mais você conhece sobre o que um web crawler é capaz de fazer, mais a web estará a seu favor! E aí, gostou das informações? Sua empresa já faz uso dos processos de web crawling? Não esqueça de compartilhar sua opinião com a gente!

Você sabe o que é web crawling?
Compartilhe isso