/ bigdata

Os perigos de se ignorar o Big Data

Em terras de grande fluxo de informações, quem utiliza boas ferramentas de análise de dados é rei. Por isso, apostar em programas e tecnologias que dão suporte para armazenar e filtrar as centenas de gigabytes de informação disponíveis na rede pode ser uma ótima ideia para os seus negócios. E como, afinal, encontrar este aparato milagroso?

É fácil! Você já ouviu falar do Big Data? Se não, está mais do que na hora de conhecê-lo. Desenvolvido na década de 1990, este conceito foi utilizado primeiramente pela NASA para mensurar os grandes conjuntos de informação que desafiavam os limites da computação. Hoje, o termo dá nome às soluções que conseguem realizar a captura, o processamento, o armazenamento e a análise deste gigantesco universo de dados.

Sim, podemos dizer que ele é a revolução das tecnologias de informação. Há, inclusive, pesquisadores que afirmam que ele pode ser a nova “onda” da área. Por esta e tantas outras razões, você não pode - e nem deve - ignorá-lo! Se o fizer, corre grandes riscos. Quer saber quais são eles? Confira os perigos de não incorporar o Big Data em suas atividades de TI!

Você perde uma incrível análise de dados

Uma dos dados mais importantes a respeito do Big Data: ele não é o conceito de um simples storage! Muitos ainda confundem e acreditam que não existem diferenças entre o clássico Data Warehouse e o Big Data. Ledo engano! Se você utilizar apenas o armazenador de dados, poderá guardar uma montanha de informações com as aplicações de vídeo de alta definição, mas não poderá análisá-los.

E é aí que entra o Big Data. Dentre as principais vantagens desta solução em TI está sua capacidade de análise das informações, aliada ao armazenamento. Isto significa que ela também pode lidar com dados não-estruturados como tweets, posts do Facebook, vídeos, geolocalizações e outros diversas ferramentas comportamentais dos internautas. E, pasmem: são estas informações não-estruturadas que representam cerca de 85% de todo o conjunto de dados na rede. É muita coisa para ser deixada de lado, não é?

Você perde uma ferramenta veloz

Falemos agora do tempo gasto pelas principais soluções e ferramentas para executar suas tarefas. Enquanto o sistema clássico de armazenamento consulta informações ao longo do dia ou da semana, o Big Data pode entregar seus resultados em tempo real. Incrível, não?

E esta velocidade tem sido responsável pelo número cada vez maior de empresas que investem em soluções de Big Data. Para exemplificar, podemos citar a Skybox, que tira fotos de satélite e vende informações sobre a disponibilidade de vagas de estacionamento em tempo real. A empresa também fornece, com a mesma velocidade, informações sobre a quantidade exata de navios ancorados em portos de todo o mundo. Tudo isso só é possível porque é realizado com base nas informações fornecidas pelo Big Data.

Você não pode trabalhar com mais de uma fonte

Ferramentas como o Data Warehouse possuem certas limitações, não permitindo que você trabalhe com mais de uma fonte de dados. Mais uma vez, isso pode ser superado com o Big Data! Com ele, é possível combinar o provedor de informações e desenvolver um sistema que envolva informações de GPS e RFID e as vendas de produtos para gerir a sua cadeia de suprimentos, por exemplo.

Você perde a chance de formular ótimas estratégias para a sua empresa

Todas as vantagens oferecidas pelo Big Data (os 5 V’s: volume, variedade, velocidade, veracidade, valor) permitem ainda criar diversas estratégias para os seus negócios. As informações fornecidas sobre os clientes, por exemplo, possibilitam a elaboração de campanhas eficientes de marketing. É o que fez a empresa varejista norte-americana Dollar General. Monitorando os produtos que seus consumidores colocam nos carrinhos, ela descobriu que quem consume uma certa marca de isotônico tem mais probabilidades de comprar laxantes.

As soluções de Big Data também são utilizadas para formular outros tipos de estratégias e estudos. Um caso interessante de aplicação é o da ONU. A partir de dados coletados em redes sociais, a organização conseguiu prever os níveis de desemprego e o esfriamento da economia, além da ocorrência de pragas e epidemias em todo o mundo.

A evolução trazida à area de TI pelo conceito do Big Data é tão imensa quanto a quantidade de informações que circulam na rede. A partir de suas possibilidades, empresas de todo o globo estão vivenciando uma nova etapa em direção a soluções mais práticas e futurísticas. E você, o que achou da ideia?

Os perigos de se ignorar o Big Data
Compartilhe isso