/ tecnologia

O que é a tecnologia push, e como ela pode te poupar tempo e dinheiro

A tecnologia push tem ganhado força na web a cada dia. Seu sucesso, de fato, é fácil de ser compreendido, já que sua proposta é baseada no acesso a informações de forma simplificada, rápida e segura. O grande diferencial da tecnologia push é o fato de que ela agrega conteúdo personalizado sem que o usuário tenha que procurar pelas informações. Atualmente, 10% do tráfego diário mundial é gerado por esta tecnologia. Para se ter uma ideia, o pioneiro PointCast conta hoje com mais de 2 milhões de usuários.

O sistema push envolve vários agentes em sua implementação, incluindo os assinantes de serviços (usuários de internet), os editores (criadores de conteúdo) e os vendedores (desenvolvedores de aplicações e fornecedores das tecnologias). Você é algum deles? Talvez você seja e nem tenha se dado conta da relevância que esta tecnologia possui nos dias de hoje. Quer saber mais sobre esta excelente ferramenta de comunicação? Confira!

O que é tecnologia push?

Tecnologia Push, push de servidor, webcasting ou simplesmente push é um moderno sistema que consiste em distribuir o conteúdo de um servidor de internet diretamente para o cliente. A aplicação desta tecnologia depende de parâmetros determinados pelo próprio usuário, através da assinatura.

Vale destacar que um único cliente tem a possibilidade de assinar diferentes informações de um provedor de conteúdo. À medida que novas atualizações são geradas pelo provedor central, os dados e atualizações chegam até o computador do usuário por meio do push. Em outras palavras, o push é uma tecnologia responsável por “empurrar” novas e diversas informações para os clientes. Isto mais do que justifica o nome desse sistema, já que “push” quer dizer empurrar, em inglês.

Cada servidor de push oferece multicanais de mídia informativa, incluindo canais de notícias, esportes, entretenimento, saúde, viagens, culinária e negócios, dentre outros. O usuário dos servidores programam e configuram os canais de acordo com seu interesse, passando assim a receber as atualizações sobre os assuntos pré-determinados. A frequência das atualizações também pode ser definida pelos usuários, conforme suas necessidades e desejos. É ou não é uma baita funcionalidade?

Tecnologia Push: um pouco de história

O push hoje é muito comum, entretanto boa parte de seus usuários desconhece a história por trás da tecnologia. Este sistema tem suas origens no Pointcast Network, seu precursor. O Pointcast é um agregador de conteúdo desktop que possui formato baseado em canais. O modelo lembra os canais de televisão, porém com gravuras e textos, ao invés de vídeos.

Na década de 90, quando o Pointcast Network foi lançado, ele despertou não só o interesse da mídia, mas também de duas grandes empresas: a Netscape e a Microsoft, respectivamente. Não é difícil entender porque o projeto chamou atenção: sua proposta, afinal, era realmente inovadora.

Diante deste quadro promissor, as companhias acima mencionadas decidiram incorporar as bases desta tecnologia nos seus navegadores. Nesta época, no entanto, a maiorias dos usuários de Internet possuía conexão discada e com baixa velocidade, o que fez com que o Pointcast não alcançasse o sucesso esperado, já que a tecnologia push consumia muita banda. Com o passar do tempo, alterações importantes foram feitas na tecnologia a fim de aumentar sua usabilidade e consequentemente melhorar a adesão entre os clientes. As mudanças funcionaram, embora atualmente ainda existam muitos usuários da web que não conhecem o poder do push.

Onde a tecnologia push é utilizada?

Atualmente, a tecnologia push tem sido aplicada em diferentes serviços e produtos da Internet. Um de seus usos mais comuns ocorre nas newletters, as tradicionais malas diretas e artigos periódicos enviados ou “empurrados” por e-mail. Vale destacar que o push também é muito recorrente nos compartilhadores de arquivos.

Este tipo de tecnologia começou a ser aplicado, recentemente, na comunicação interna de empresas e também nos Tribunais de Justiça do Brasil. Nestes órgãos, o push de servidor é utilizado para que os usuários cadastrem seus endereços eletrônicos e também seus processos. A partir daí, o sistema push se encarrega de transmitir novas informações, e estes usuários podem acompanhar virtualmente as atualizações dos processos.

Como esta tecnologia ajuda a poupar tempo e dinheiro?

A tecnologia push agrega conteúdo de forma diferenciada, uma vez que, utilizando-a, o usuário não precisa navegar na web procurando notícias e informações. Assim, basta que ele sinalize os temas e segmentos nos quais tem interesse e as aplicações push buscam e fornecem o conteúdo. Trocando em miúdos, ao invés dos clientes gastarem tempo pesquisando dados, o push se encarrega de entregar ao usuário os conteúdos previamente selecionados. O melhor disso tudo é poder contar com informações personalizadas - e de uma forma muito prática.

Se tempo realmente é dinheiro, o push se configura como uma economia e tanto, já que, nos dias de hoje, esta tecnologia é a maneira mais rápida de receber notícias atualizadas pela rede. E você, já tinha ouvido falar em tecnologia push? Se tiver alguma experiência com o sistema e quiser compartilhar suas opiniões com a gente, não se esqueça de deixar um comentário!

O que é a tecnologia push, e como ela pode te poupar tempo e dinheiro
Compartilhe isso