Judiciário e tecnologia: saiba como a pandemia revolucionou o setor

Nos últimos anos, a relação entre judiciário e tecnologia tem sido contínua, facilitando as tarefas dos advogados, promotores e juízes. Com maior fluidez na comunicação, também beneficia pessoas com processos correndo na Justiça.

Tudo ficou ainda mais intenso com a chegada da pandemia de Covid-19, em que o distanciamento social alterou a rotina de todos os profissionais. Nesse contexto, a adaptação tecnológica foi acelerada e necessária para não comprometer o prazos.

A realidade imposta pela pandemia causou efeitos significativos em todos os setores, inclusive no judiciário. Por isso, contar com processos tecnológicos é indispensável. Confira, neste post, a relação entre o judiciário e tecnologia em um cenário repleto de instabilidades causadas pelo novo coronavírus.

A revolução tecnológica causada pela pandemia

A pandemia atingiu proporções catastróficas em pouco tempo, exigindo medidas imediatas para conter o avanço da doença e evitar danos ainda maiores. Nesse cenário, todos os setores foram afetados de forma significativa.

Com a necessidade de manter o trabalho de forma remota, devido ao distanciamento social, a adaptação da tecnologia no judiciário foi acelerada. Em outras palavras, a pandemia impulsionou o seu uso intenso no setor. Entretanto, ao facilitar a comunicação, o acesso às informações, e evitar o deslocamento aos tribunais, essa revolução trouxe benefícios importantes. Veja o que mudou!

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

A Lei Geral de Proteção de Dados foi aprovada ainda em 2018 e entrou em vigor a partir de agosto de 2020. Ela regulamenta a proteção de dados pessoais e a privacidade. Com a grande utilização de processos digitais, a aplicação da lei é fundamental para preservar os direitos pessoais.

É aplicável a qualquer pessoa física ou jurídica que faça utilização de dados pessoais, afetando a forma de captar, armazenar e utilizar informações dos clientes, tanto online quanto offline. Impõe um padrão elevado de proteção e penalidades para o não cumprimento da norma.

Sendo assim, os principais pontos que vão mudar com a chegada da lei são:

  • será necessário o consentimento explicito do titular dos dados;
  • as empresas só poderão coletar dados com a autorização do proprietário.

Acesso eletrônico por qualquer dispositivo

O acesso às informações referentes a um processo deve ser fácil e prático para agilizar as decisões. É um fator importante para otimizar o tempo e ter respostas imediatas, contribuindo para a fluidez dos processos no escritório.

Para tanto, a tecnologia oferece a possibilidade de acesso em tempo real e com a versatilidade de visualizar dados de forma eletrônica e em qualquer dispositivo. Com a automatização das informações, tudo fica mais eficiente.

Auxílio à gestão do escritório

Os softwares são extremamente úteis e surgiram como soluções ideais para auxiliar a gestão de qualquer atividade, inclusive, para o setor jurídico. Eles fornecem informações centralizadas do status e indicadores, fatores indispensáveis para o gerenciamento.

No caso dos escritórios de advocacia, ajudam no controle de informações processuais, gestão financeira, gestão da agenda e um acompanhamento de dados atualizados das etapas de um processo. Quando essas informações estão acessíveis, o escritório tem maior possibilidade de desenvolver uma gestão adequada.

Impactos da transformação digital no pós-pandemia

A realidade imposta pela pandemia causou efeitos definitivos no setor judiciário. Isso significa que as atividades que eram habituais tiveram que se adaptar às condições expostas, principalmente, pelo distanciamento social.

Dessa forma, a utilização a tecnologia foi indispensável para garantir que os processos continuassem em andamento, mesmo de forma reduzida. O trabalho remoto contribuiu para evitar pausas que seriam prejudiciais para muitos escritórios e departamentos jurídicos.

Nesse contexto, toda essa transformação acelerou a revolução tecnológica no judiciário e demonstrou ser positiva para todos os profissionais. Assim, a inclusão da tecnologia nos processos jurídicos, que já era discutida, teve que ser acelerada para se adequar ao chamado "novo normal" imposto pelo novo coronavírus.

Com os impactos da inclusão digital, os serviços no setor jurídico no pós-pandemia foram alterados de forma definitiva. Os recursos digitais serão amplamente utilizados para as seguintes tarefas:

  • controle processual;
  • realização de reuniões;
  • negociações;
  • captação de informações;
  • automatização de processos;
  • comunicação com o cliente.

Apesar do momento devastador causado pela Covid-19, a adaptação da tecnologia contribuiu não somente para a prevenção do coronavírus, mas também, proporcionou vantagens importantes que serão habituais nos tempos pós-pandemia.

Vantagens da tecnologia no setor judiciário

O uso da tecnologia nos processos jurídicos surgiu como uma solução eficiente para diversas dificuldades que afetavam os profissionais do setor há muito tempo. Esses entraves causavam longos atrasos e influenciavam as pessoas que tinham processos correndo na Justiça.

Além de facilitar a vida de advogados, promotores e juízes, a tecnologia contribuiu para reduzir o tempo para conclusão de um processo, ou seja, oferece maior economia de tempo e recursos financeiros para todas as partes envolvidas. Os benefícios vão muito além de facilitar o acompanhamento dos processos.

Ela oferece o suporte ideal para os escritórios de advocacia para uma gestão eficiente e o aumento da qualidade dos serviços prestados. As principais vantagens da tecnologia aplicada no setor jurídico são:

  • facilidade na consulta das ações;
  • padronização de processos;
  • controle de prazos eficiente;
  • segurança no armazenamento de dados;
  • otimização do trabalho da equipe do escritório;
  • compartilhamento de documentos;
  • auxílio na gestão do escritório;
  • maior suporte ao cliente;
  • mais organização;
  • redução de erros;
  • acesso remoto às informações processuais.

Além disso, a tecnologia permite realizar reuniões e gerenciamento das atividades do escritório a distância, evitando o deslocamento dos profissionais para o tribunal. Também é possível realizar baixa no processo, facilitando muito o trabalho.

Os benefícios da tecnologia são notáveis para qualquer escritório. No entanto, é preciso contar com empresas que oferecem softwares e plataformas digitais de qualidade, para garantir a eficiência do trabalho e evitar complicações.

Para tanto, a BIPBOP oferece soluções modernas, tecnológicas e confiáveis para auxiliar o escritório da melhor forma. A plataforma captura os dados disponíveis na internet e apresenta de maneira estruturada e centralizada.

É a melhor opção para ter controle absoluto das informações dos processos e garantir uma gestão pontual, proativa e eficiente. Dessa forma, é muito mais fácil desenvolver um trabalho de sucesso e ter ótimos resultados.

A harmonia entre judiciário e tecnologia promete revolucionar as atividades, proporcionando inúmeros benefícios, mesmo após um período conturbado. Portanto, é essencial ser inovador e utilizar a tecnologia como aliada do escritório para ter resultados expressivos e maior competitividade.

Gostou do post? Se você deseja modernizar as atividades do escritório para enfrentar as adversidades, entre em contato conosco e veja como podemos ajudar!

Judiciário e tecnologia: saiba como a pandemia revolucionou o setor
Compartilhe isso